Retribuição

Cada minuto de satisfação
Em tremores de angústia é retribuido,
Na mesma exata proporção
Do êxtase fruído…

No escambo de cada hora entesourada
– Parca ração dos anos –
Vinténs amargamente regateados,
Cofres de pranto extravasando…

Emily Dickinson
(tradução de Olívia Krähenbühl)

.

Compensation

For each ecstatic instant
We must an anguish pay
In keen and quivering ratio
To the ecstasy.

For each beloved hour
Sharp pittances of years,
Bitter contested farthings
And coffers heaped with tears.

Emily Dickinson

Published in: on 25/05/2009 at 23:59  Deixe um comentário  

Dois quartetos de Emily Dickinson

Do livro Poesias Escolhidas de Emily Dickinson,
com tradução de Olívia Krähenbühl

XX

Tem tal sabor o fruto proibido!
Ri dos pomares lícitos da terra…
Que saboroso é o grão que esta escondido
Na vagem que o Dever encerra!

.

Forbidden fruit a flavor has
That lawful orchards mocks;
How luscious lies the pea within
The pod that Duty locks!

XVIII

Manchar não quero sonho tão perfeito
Com as jaças aurorais: quero ajustá-lo
À minha noite diurna, de tal jeito
Que retorne a sonhá-lo…

.

Let me not mar that perfect dream
By an auroral stain,
But so adjust my daily night
That it will come again.

Emily Dickinson

Published in: on 13/04/2009 at 17:55  Deixe um comentário