Caixa de correspondência

Os olhos fechados
enfiar a mão
na caixa de correspondência
e achar
os sons da manhã
o gosto da fruta fresca
a bênção da mãe na cama
a boca do primeiro beijo

Os olhos fechados
enfiar a mão
na caixa de correspondência
e achar
um esqueleto de lagartixa
um chiclete mastigado
dois anúncios
de uma desentupidora

Rosa Mattos

Published in: on 17/05/2009 at 16:18  Comments (1)  

The URI to TrackBack this entry is: https://poemadodia.wordpress.com/2009/05/17/caixa-de-correspondencia/trackback/

RSS feed for comments on this post.

One CommentDeixe um comentário

  1. este poema,
    para mim,
    são movimentos sinestéticos da mente,
    aspergidos sobre a mansão da memória.


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s