O auto-retrato

No auto-retrato que me faço
– traço a traço –
às vezes me pinto nuvem,
às vezes me pinto árvore…

às vezes me pinto coisas
de que nem há mais lembrança…
ou coisas que não existem
mas que um dia existirão…

e, desta lida, em que busco
– pouco a pouco –
minha eterna semelhança,

no final, que restará?
Um desenho de criança…
Corrigido por um louco!

Mario Quintana

Nota: Este poema não foi escolhido por mim, mas pelo meu amigo Guilherme, que tem conhecimento de causa suficiente para tanto.
Anúncios
Published in: on 03/05/2009 at 22:47  Comments (1)  

The URI to TrackBack this entry is: https://poemadodia.wordpress.com/2009/05/03/o-auto-retrato/trackback/

RSS feed for comments on this post.

One CommentDeixe um comentário

  1. é sempre uma grande honra.


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s