Aviso

Este espaço é reservado
para a poesia que não fiz.
Para o verso previsível
que no fundo me roubaram.
É dedicado ao louco
que na esquina dos pecados
(que na verdade nem conhece)
rosna versos aos que passam
e recebe ingratidão.

Cole aqui o seu panfleto
pedindo respeito aos eleitos,
mais amor ao especialista,
carne para quem saliva…
Escreva e cole com cuidado,
muitos precisam ler.

Este espaço é reservado
para a alegria que não vejo
nos portões das casas baixas
que já não existem mais.
É dedicado aos poucos
que, desejando serem muitos,
se perdem na escuridão
promovida pelos outros,
os que se dizem poder.

Cole aqui a sua foto
com a legenda bem visível:
“Procuro-me — Sumiu
a estrada que me deram
no dia em que nasci
e que eu tinha que trilhar”.

Este espaço é reservado
para que reacendam a luz
que nos olhos cintilava
e que hoje morre de fome.
Cole aqui a sua raiva
mas não deixe de lutar.

Marcelo Batalha

Published in: on 28/04/2009 at 10:38  Comments (1)  

The URI to TrackBack this entry is: https://poemadodia.wordpress.com/2009/04/28/aviso/trackback/

RSS feed for comments on this post.

One CommentDeixe um comentário

  1. Essa é uma que eu poderia ter escrito se meus olhos não me atrapalhassem. Me identifiquei mto e não conhecia esse poeta. O blog ta cada dia mais útil.


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s