Divinos Devaneios

Se faz presente a melancolia,
soprando em minha vida eterna maresia,
com fortes tufões;
saudades explodindo corações
e no final do horizonte além
não há nada nem ninguém…

Somente o árido deserto indiferente,
a vida indo sempre para frente,
eu luto e não venço;
e as vezes até penso
que serei assim dissimulada
rindo e chorando alucinada…

Sendo poeta, vivendo em mundo diverso,
e é todo azul este meu universo,
Cleópatra, Maria e Madalena;
amando, santificando e dando pena
rasgo a realidade e sonho gozando
o paraíso que sempre estive almejando…

Contance Belmar

Nota sobre o poema: ‘comprei’ esse poema ontem, por 2 reais, da própria autora, que me abordou na esquina da Paulista com a Augusta e disse que, depois do trabalho, saía pelas ruas vendendo seus poemas pois estava juntando dinheiro para editar um livro. Ela me ofereceu dois poemas selados, disse que um era romântico e o outro reflexivo, filosófico. “Quero o reflexivo, não estou interessada em romance no momento, tenho aqui 2 reais, pode ser?”. Ela me deu o poema, rompi o selo, li, gostei, e quando levantei a cabeça procurando por ela, já tinha ido embora.
Published in: on 09/04/2009 at 13:02  Comments (4)  

The URI to TrackBack this entry is: https://poemadodia.wordpress.com/2009/04/09/divinos_devaneios/trackback/

RSS feed for comments on this post.

4 ComentáriosDeixe um comentário

  1. Coincidencia, comprei o mesmo poema na rua fradique coutinho, ela me abordou da mesma forma.
    No último sabado vi ela passando mas estava distante gostaria de comprar mais um, achei fantastico seu poema filosófico, espero que ela consiga editar o livro.

  2. E eu no prainha!

  3. Você me fez lembrar que no mês passado, bebendo em um bar na Paulista com uma amiga, chegou um homem que se apresentou por “Toni” e me vendeu alguns poemas por 10 reais. Belíssimos.

    Era panfleto titulado “Flores Desorientadas, por Antonio Luiz Junior (Toni)”… Ainda não publiquei..

    Belíssimo seu blog.
    Parabéns.

  4. O ano passado me enviaram impresso um poema dela. Não tinha assinatura e até hoje não sei quem me enviou. O papel apareceu em cima da mesa na faculdade. Até hoje gostaria de conhece-la e dizer o que me acoanteceu….


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s