Arieta

Chora o meu coração
Como chove na rua;
Que lânguida emoção
Me invade o coração?

Ó frio murmúrio
Nas telhas e no chão!
Para um coração vazio,
Ó aquele murmúrio

Chora não sei que mal
Meu coração cansado.
Um desengano? – Qual!
É sem causa este mal

É a maior dor – dói tanto –
Não se saber por que,
Sem ódio ou amor, no entando,
O coração dói tanto.

Paul Verlaine
(tradução de Guilherme de Almeida)

Anúncios
Published in: on 29/03/2009 at 22:26  Deixe um comentário  

The URI to TrackBack this entry is: https://poemadodia.wordpress.com/2009/03/29/arieta/trackback/

RSS feed for comments on this post.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s